Notícia

14/11/2014
Grupo Internacional de Contacto sobre a Guiné-Bissau reúne em Nova Iorque Voltar atrás
Grupo Internacional de Contacto sobre a Guiné-Bissau reúne em Nova Iorque
Nota Informativa

O Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Embaixador Murade Murargy, vai participar na reunião do Grupo Internacional de Contacto sobre a Guiné-Bissau (GIC-GB), acompanhado pelo Representante Especial da CPLP na Guiné-Bissau, António Alves Lopes, no próximo dia 18 de Novembro, em Nova Iorque, para acompanhar a situação neste Estado-membro da CPLP.

O GIC-GB é co-presidido pela CPLP e pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), representadas por Timor-Leste e pelo Gana, atualmente os Estados a exercer, respectivamente, a presidência destas organizações internacionais.

No espírito da abordagem e resolução multilateral de problemas que se colocam na vida internacional, o Conselho de Ministros da CPLP, reunido em sessão extraordinária, a 29 de Outubro de 2014, em Bissau, saudou a revitalização do GIC-GB, enquanto “quadro institucional de acompanhamento de acções e iniciativas das autoridades da Guiné-Bissau, com vista a promover, encorajar e apoiar as melhores práticas de boa governação e o financiamento de programas de desenvolvimento”. Esta reactivação do GIC-GB pretende assegurar uma melhor coordenação da intervenção dos parceiros internacionais nos processos de reformas, nomeadamente, do sector da defesa e segurança, da administração pública e para a recuperação económica do Pais.

O Conselho de Ministros da CPLP referiu, ainda, que o GIC-GB “deverá ter em conta a tomada de decisões, a curto prazo, pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas quanto à renovação e actualização do mandato da UNIOGBIS e reconhecimento do mandato da ECOMIB reconfigurada para apoiar as reformas do sector de segurança e defesa”, servindo, também, para mobilizar a Comunidade internacional para a Mesa-Redonda de Doadores da Guiné-Bissau, a ter lugar no início de 2015.

O GIC-GB foi criado em 2006, à margem da 61ª sessão da Assembleia Geral, por iniciativa conjunta da CPLP, da CEDEAO e de Portugal. Esta plataforma para a coordenação e harmonização da intervenção dos parceiros da Guiné-Bissau, com os objectivos de assegurar a estabilidade política e a recuperação económica do País, já realizou nove reuniões até à data, tendo a última decorrido em 07 de Junho de 2012, em Abidjan, Costa do Marfim.

Na sua composição inicial, o GIC-GB é composto pelos seguintes membros: Angola, Brasil, Cabo Verde, Espanha, França, Gâmbia, Gana, Guiné, Níger, Nigéria, Portugal, Senegal, assim como a Organização das Nações Unidas (ONU), União Africana (UA), União Europeia (UE), CPLP, CEDEAO, União Económica e Monetária Oeste Africano (UEMOA), Banco Mundial (BM) e Fundo Monetário Internacional (FMI). Nesta décima reunião do GIC-GB devem participar, ainda, a Argentina, Austrália, Bélgica, Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Chade, Chile, China, Guine- Equatorial, Alemanha, Japão, Jordânia, Libéria, Lituânia, Luxemburgo, Mali, Moçambique, Holanda, Noruega, Republica da Coreia, Rússia, Ruanda, São Tome e Príncipe, Serra Leoa, Suécia, Timor, Togo, Reino Unido, Estados Unidos da América e os recém-eleitos membros Não Permanentes do Conselho de Segurança da ONU.

Publicado a 14/11/2014
Voltar atrás
 
Boletim Electrónico
Subscreva newsletter
Preencher os campos obrigatorios *
Preencher os campos obrigatorios * Preencher os campos obrigatorios *

Iniciativas

Apoios

 

Acompanhe

 
Este site utiliza cookies, para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.