Notícia

29/06/2017
Forças Armadas ultimam Exercício Felino 2017 Voltar atrás
Forças Armadas ultimam Exercício Felino 2017
Nota Informativa

As Forças Armadas dos nove Estados membros da da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) participaram, de 26 a 30 de junho, em Itaipava, cidade da Serra Fluminense, do planejamento final do Exercício Felino 2017, que está revisto ocorrer no próximo mês de setembro, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende, Rio de Janeiro.

 

O Exercício Felino tem um planejamento bienal, pelo que a corrente 17ª  edição decorreu, em 2016, em Cabo Verde, na modalidade carta e, em 2017, complementa-se com as tropas no terreno. O "objetivo é treinar, de forma conjunta e combinada, a organização, o planejamento e o comando e controle de operações de apoio à paz e de ajuda humanitária, em um cenário fictício. A operação Felino está em sua 17ª edição, sendo a terceira no Brasil", refere o Ministério da Defesa da República Federativa do Brasil. Os últimos ajustes ao Exercício Felino foram realizados numa conferência, no Centro General Ernani Ayrosa, debatendo-se " entre eles, a integração entre cenário e capacidades; o conhecimento de documentos estruturantes e a aprovação do acordo técnico".

 

Na abertura da conferência as delegações receberam as boas vindas, por videoconferência, do oficial condutor do Exercício, 1º Subchefe do Comando de Operações Terrestres (COTER), general José Eduardo Pereira, que destacou a importância do evento, de acordo com o Ministério brasileiro da Defesa. “É importante acertarmos os detalhes, tirarmos as dúvidas e levantarmos possibilidades de ajustes. Esta reunião sela o acordo que define as atividades que serão realizadas”, finalizou o general José Eduardo.

 

De acordo a tutela brasileira,  o diretor da atividade, comandante da 4ª Brigada de Infantaria Leve (Montanha), general Carlos André Alcântara Leite, a "integração entre os países da CPLP e o intercâmbio de experiências entre as Forças Armadas possibilita uma significativa troca de conhecimentos.

 

Nas edições no Brasil, o Ministério brasileiro da Defesa, por meio da Chefia de Operações Conjuntas, é responsável pela coordenação do Exercício Felino, que visa otimizar a capacidade de intervenção da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em missões de apoio à paz e ajuda humanitária, em resposta a situações de crise no nível estratégico, operacional e tático.

 

Os Exercícios Militares Conjuntos e Combinados da Série “Felino”, desenvolvidos no âmbito da cooperação técnico-militar, têm a finalidade de permitir a interoperabilidade das Forças Armadas dos Estados membros da CPLP e o treino para o emprego das mesmas em operações de paz e de assistência humanitária, sob a égide da Organização das Nações Unidas, respeitadas as legislações nacionais.

 

Mais Informação

 

Componente de Defesa na CPLP

Publicado a 29/6/2017
Voltar atrás
 
Boletim Electrónico
Subscreva newsletter

Iniciativas

Apoios

 

Acompanhe

 
Este site utiliza cookies, para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.